segunda-feira, 16 de novembro de 2015

TRAGÉDIA! Atentados deixam cerca de 143 mortos no Brasil, suplantando o massacre de Paris!


No dia de ontem, cerca de 143 pessoas perderam a vida no Brasil, numa série de ataques individuais em todo o território nacional, mantendo a média diária de 2014. (CLIQUE) Os meios usados pelos assassinos foram vários: armas de fogo, arma branca, estrangulamento, pauladas, atingindo indiscriminadamente mulheres, crianças, idosos. Apenas 8% dos autores foram capturados, e desses, mais da metade já foram liberados. Espera-se um pronunciamento das autoridades, que nossos monumentos se iluminem de verde-amarelo, que no Facebook os perfis sejam tomados pelas cores nacionais, que artistas, jogadores e outras celebridades enviem mensagens de solidariedade ao povo brasileiro, que as bandeiras sejam colocadas a meio pau, e que em Copacabana (ou Leblon) sejam fincadas na areia 143 cruzes brancas simbolizando a tragédia.


Nota: Esta notícia também é válida para hoje, amanhã, depois de amanhã…

Nota 2: Morrer em atentado ou em latrocínio dá na mesma para a vítima. Mas que em atentado é mais chique, ah, isso é!


 
 
 

domingo, 15 de novembro de 2015

Massacre em Paris: "Je suis" idiota?


Parei de publicar textos já há algum tempo. Não vale a pena. Não somos país, somos um Porto de Piratas. Não somos um povo, somos uma mistura do que havia de pior em três continentes. Mas PQP! Os “brasileiros”, essa manada sem noção da própria tragédia, está delirando! Comoção nacional nas redes sociais, governo e imprensa com os franceses mortos pelos animais do Islã, que encontram a porta da Europa escancarada pelos cretinos politicamente corretos? Que insistem, com os cadáveres ainda quentes, que “não é uma guerra entre religiões” quando tudo se mantém igual há mais de mil anos?! Somos infiéis a serem exterminados, enfiem isso nas cabecinhas vazias! Que palhaçada é essa da colega terrorista assumida Dilma "Wanda" Rousseff, que manda neste país eleita pelas mágicas urnas eletrônicas, de se preocupar com os dois brasileiros feridos, QUANDO TEMOS UM MASSACRE SUPERIOR AO DE PARIS POR DIA AQUI NO BRASIL?! FORAM 47.000 MORTOS POR HOMICÍDIO EM 2012 -BALA, FACA, PAULADA- SEGUNDO O GOVERNO E 64.000 SEGUNDO A OMS!  (CLIQUE) FAÇAM A CONTA CRETINOS, E VEJAM O QUE NOSSA PASSIVIDADE BOVINA CONSENTE E QUE AINDA POR CIMA SE PERMITE SER DESARMADA PELO GOVERNO ILEGAL, HIPÓCRITA, CORRUPTO!!!

A morte no atacado é diferente da morte no varejo? Teriam noção do terrorismo oficializado pelo desgoverno que vivemos se recolhêssemos os mortos diários Brasil afora e os empilhássemos na Avenida Paulista ou na praia de Copacabana? Quem dera se aqui nesse inferno, tivéssemos dois ou três ataques terroristas desses como de Paris por ano e no restante dos dias, uma segurança, uma tranquilidade, um padrão de vida semelhante ao da capital francesa! PENSEM NISSO E PAREM COM ESSA CHORADEIRA POR MORTOS ALHEIOS! TEMOS SUFICIENTES MORTOS POR AQUI! INDIGNEM-SE POR NÓS MESMOS! REAJAM!

quinta-feira, 12 de março de 2015

GUERRA CIVIL BRASILEIRA: O GUIA DE REAÇÃO



Esse pequeno guia de sobrevivência é destinado aos que não têm experiência com armas ou defesa pessoal, aos que não podem ter seguranças ao seu redor nem sofisticados meios de defesa eletrônica ou carros blindados, mas cansaram de serem saqueados, espancados,  ameaçados,constrangidos sob o olhar indiferente de nossas autoridades e querem reagir para sobreviver. Vamos improvisar em nosso sofrido dia a dia,entrincheirados no lar,combativos nas ruas,prevenidos nos estabelecimentos comerciais e de lazer. Nesta apostila não segui regras,termos técnicos,normas oficiais,procedimentos padrões e muito menos leis injustas e inconstitucionais. À vista dos especialistas serão considerados conselhos amadores,ilegais ou perigosos, mas procurei me colocar no lugar de um cidadão ou de uma dona de casa que nunca sonharam sequer em ter que se defender em combate nem querem se especializar nesse ramo através de treinamento rigoroso ou técnicas apuradas,mas que agora,neste pobre Brasil abandonado à sua sorte se veem obrigados,por amor à família e a própria vida,a ter um mínimo de conhecimento para prevenção e defesa. Um guia para ser usado de acordo com as habilidades e coragem de cada um, com a consciência que os resultados irão do sucesso à morte. Ou seja, nada de novo nas nossas ruas.

Se uma lei é injusta, o homem não somente tem o direito de desobedecê-la, ele tem a obrigação de fazê-lo."(Thomas Jefferson)



sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Homenagem póstuma aos brasileiros vítimas do terrorismo de Dilma & capangas


"In memoriam, Os Clubes Naval, Militar e de Aeronáutica prestam homenagem póstuma aos 126 brasileiros que perderam suas vidas pelo irracionalismo do terror, nas décadas de 1960 e 1970. Suas histórias, absurdamente, foram desprezadas pela Comissão Nacional da Verdade, um desrespeito às suas histórias e aos seus familiares. Roga-se uma prece por suas almas."

domingo, 16 de novembro de 2014

Mídia Sem Máscara - Manifesto Pela Democracia

"Nosso movimento é pela democracia, pela soberania nacional, pela verdade, pela dignidade e pela liberdade. Sabemos que o PT está empenhado em extinguir as liberdades individuais, amparado no pior populismo e clientelismo, com as já evidentes consequências econômicas desastrosas, a generalizada degradação moral e a insegurança institucional, com o Estado e a sociedade civil aparelhados para uma hegemonia ideológica que coloca em risco as liberdades individuais.
O pleito de 26 de outubro, do segundo turno das eleições presidenciais, fez escancarar inúmeros casos de fraudes das urnas eletrônicas, em todas as partes do País. A própria “apuração secreta” no STF, por si só, já é fraude, invalidando a lisura e a transparência das eleições, independentemente de fraudes pontuais que a tenham acompanhado. Principalmente porque uma nação não pode abdicar do direito à transparência eleitoral e ser obrigada, em vez disso, a aceitar calada e subserviente a palavra de um funcionário altamente suspeito, elevado pelo governo à condição de oráculo infalível, e o parecer técnico de uma empresa já acusada de fraude em outros países."

Veja mais em:
Mídia Sem Máscara - Manifesto Pela Democracia

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Jovens, às ruas! A hora é agora, não esperem acontecer!

Quando se voa dentro de uma tempestade, com a água batendo no para-brisas, o vento sacudindo a aeronave, barulho por todo lado, ao sairmos dela somos surpreendidos por uma “explosão” de silêncio, num segundo tudo se torna muito fácil, suave, quase atordoante. Ao se preparar para uma missão com grandes chances de não voltar é como estar dentro da tempestade. Não é fácil, o medo vai e vem, parece que nada vai dar certo, vem a vontade de desistir, retornar. Mas “há um ponto do qual já não há retorno possível, a esse ponto é urgente chegar”(Kafka). O ponto do não retorno é quando finalmente, armas prontas, motores acionados, vem a ordem de partida, calços fora e as rodas começam a se movimentar. Aí é como se saíssemos da tempestade, somos surpreendidos pela explosão de paz, de calmaria, rumo ao sucesso, à morte ou ambos. A vida é curta para todos, carneiros ou leões, e se você está dentro de uma tempestade, o pior que pode fazer é permanecer dentro dela, tentar retornar. Ir em frente é a melhor solução e nós estamos dentro de uma tempestade como jamais vista pelas várias gerações que construíram o Brasil. A força e o destemor para conduzir essa enorme aeronave com os motores falhando para fora do caos está com a juventude que tem a chance única e histórica de cumprir uma grande missão. É preciso acreditar primeiramente na turbulência, que a situação não é normal. Depois entender que ao dispor-se à enfrentá-la como comandantes e não permanecer como simples e inertes passageiros, buscarão o meio mais direto de sair dela para a explosão de paz mas também de glória, da construção de uma vida que anos após, poderão afirmar aos netos: valeu a pena! O egoísmo é normal, faz parte do ser humano, principalmente nos mais jovens, menos vividos, ainda sem cicatrizes, visíveis ou invisíveis. Geralmente não se dão conta de sua força e do momento. É importante visualizar esse momento histórico que estamos atravessando e agir, pois será da geração atual que o futuro, que a História cobrará. Como deixaram que isso acontecesse? Que cegueira tomou conta de vocês?

Observem a foto abaixo. O jovem piloto sou eu, aos 23 anos, privilegiado, bem alimentado, comandando uma aeronave militar no Brasil, pago para voar e estudar. Na foto seguinte, o homem à frente da coluna na fronteira Rhodesia-Moçambique também sou eu, e apenas quatro anos haviam se passado... Com fome, cansado, já responsável direto pela vida e morte de meus homens mas também um privilegiado, porque soubera entender o momento e passara pelo ponto do não retorno, deixara minha zona de conforto, fiz minha parte.


Mas o mesmo inimigo asqueroso que bem conheço aqui chegou, está no poder e se prepara para perpetuar-se. Agora é a vez de vocês, jovens. Saiam da zona de conforto egoísta, renunciem agora para usufruir por toda a vida. É preciso ir às ruas, é preciso lutar. É preciso entender que estamos debaixo da mais hipócrita das ditaduras, tendo nossas vidas e o futuro de nossas famílias comandados por marginais, por traidores sem sentimento pátrio que aos poucos, covardemente, pelas costas, sem mostrar armas e disposição para o confronto, vão solapando pedra por pedra os alicerces da Nação. É preciso que tenhamos coragem de chegar ao ponto de não retorno. Depois tudo será mais fácil, os levaremos de roldão. Jovens, é a hora de vocês, construam hoje a liberdade de amanhã! Construam hoje a história que contarão aos seus netos!


terça-feira, 11 de novembro de 2014

Manifestação do dia 15: o grito dos Sem-Futuro

Pelas manifestações do dia 15 próximo poderemos prever nosso futuro, que irá desde um crescente movimento popular que leve a um penoso e lento retorno à democracia com o necessário e justo impeachment, a caça, julgamento e prisão dos criminosos petistas -sem excluir Lula e Dilma- até ao bovino caminhar para o estábulo bolivariano, uma espécie de comunismo misturado com messianismo, a fórmula ideal para povos primários, obtusos, primitivos, identificação correspondente à metade de nossa população.

A mídia tradicional já está totalmente dominada, a eletrônica está sendo alvo de fortes ataques para que se cale de vez. É preciso atentar para o comportamento da Polícia Militar quando da próxima manifestação no controle e neutralização das ações da quadrilha petista, que descoordenadas na primeira, agora atuarão de forma profissional para promover o caos. Por esse comportamento oficial das polícias estaduais saberemos até onde pode chegar nossa esperança.

Nada esperem de Aécio Neves que não teve a coragem e inteligência para entender que os votos que recebeu não eram para ele e sim contra Dilma Rousseff e o petismo e se não significavam confiança, eram um empurrão para a batalha. Para que se colocasse à frente de um povo sem líderes. Ele se acovardou e rapidamente recuou, não aceitou, fugiu da frente de combate para, devidamente protegido atrás dos votos, trocar palavrinhas de ordem insonsas, pífias.

Resta aos verdadeiros cidadãos avançarem em bloco e se não encontrarem apoio dos que se arvoram em oposição política nem dos que vestem uma farda e são pagos com nosso dinheiro para defenderem a Constituição, que se usem então as táticas do inimigo, fogo contra fogo, violência contra violência numa onda que arrase tudo pela frente. Procurem saber o que está acontecendo na Venezuela, que nossa mídia esconde. Não esperem pelo mesmo futuro de nossos vizinhos, não sonhem em esperar, crédulos, outra farsa eleitoral. Não consta dos planos, não haverá um 2018...


Mídia Sem Máscara - Sobre a ‎fraude‬ eleitoral feita pelo PT


Estamos sob um governo ilegal. Não podemos aceitá-lo ou acatá-lo e devemos derrubá-lo, pela força se necessário.

"O relatório fraudulento apresentado pela autoridade máxima do processo eleitoral, Dias Toffoli (advogado do PT), diz que a Dilma recebeu 3.5 milhões de votos a mais do que o Aécio Neves. Ou seja, bastaria transferir metade dessa diferença "mais um" de um candidato para o outro para mudar o resultado (1 milhão e 700 mil votos +1).

Isso pulverizado em 428.894 urnas significa a fraude de apenas 4 votos por urna (1.5% dos votos considerando-se a média de 261 votos por urna). Para fazer a fraude basta que 4 pessoas que não compareceram tenham seus votos computados pelo sistema (pessoas mortas, por exemplo), ou que 4 votos nulo/branco sejam computados para a Dilma. Ou uma combinação disso." Veja mais em:
Mídia Sem Máscara - Sobre a ‎fraude‬ eleitoral feita pelo PT

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Brasil sob Ditadura! É preciso lutar!

Brasileiros acreditam que os venezuelanos estão debaixo de uma ditadura bolivariana mas neles não conseguem visualizar nosso futuro imediato, consideram o governos de Lula e sua laranja Dilma legítimos após mais de uma década de desmandos, roubos, corrupção, truculência e reeleições ilegítimas através de crimes eleitorais à luz do dia, e agora, mais à vontade, com apurações secretas sem comprovação e sem direito à recontagem! Que democracia é essa!?

Só há uma diferença entre a Venezuela e Brasil: lá não há tantos covardes e corruptos fantasiados de oposição como aqui e os venezuelanos saem às ruas já dispostos à luta e não ao diálogo, pois com ditaduras não se conversa. Os principais opositores estão presos ou mortos; aqui estão bem vivos, livres e filosofando sobre conversar e colaborar para “o bem do país” e aceitando nossas “eleições” como demonstração democrática!

Todos se indignam sobre o silêncio da mídia, da grande mídia, incluindo as tradicionalmente mais à direita que se calam e não dão cobertura às manifestações cidadãs que começam a pipocar por todo o país de forma quase espontânea, ainda sem líderes, contra a farsa descarada da manutenção de Dilma Rousseff no poder, num repúdio à ditadura dos ignorantes imposta pelos petistas formados pela escória humana que retarda o crescimento da nação. Mas entendam que a mídia nas ditaduras é emudecida com suborno, ameaças e chantagens e isto está sendo feito claramente aos olhos de todos, porque estamos numa ditadura hipócrita, fantasiada de democracia! O silêncio da mídia comprova a ditadura!

O enfrentamento brutal nas ruas para calar de vez o povo está próximo e o país foi invadido por cubanos e venezuelanos peritos em treinamento de guerrilha e manipulação de distúrbios urbanos, isso quase às claras e sob as vistas de nossas Forças Armadas, que desde o início da Era Lula tem sido infiltrada e corroída internamente com oficiais superiores só ascendendo por critérios políticos e não por merecimento, sendo os guerreiros e patriotas relegados a postos burocráticos ou à reserva e os servis mantidos indefinidamente violentando os regulamentos e a disciplina.

Nossa ditadura se prepara para o enfrentamento no estilo chavista para coibir de vez as manifestações mas com uma grande diferença: a grande força está entrincheirada em São Paulo, que não pode ser considerado apenas paulista, São Paulo é o Brasil que está dando certo com brasileiros que afluem de todos os estados e representa a força e a vontade de trabalhar livre, produzir e usufruir do resultado, buscando um futuro sempre melhor para seus filhos sem interferência ideológica em suas vidas. Em São Paulo se escolhem administradores e não gurus, mestres a serem seguidos. O grande repúdio dos trabalhadores nortistas, nordestinos, paulistas aqui concentrados retirou da ditadura qualquer chance de fraude na eleição para governador, e o voto consciente elegeu um administrador, independente de falta de carisma, de fantasias de líder, de discursos inflamados que só atingem o populacho estúpido que segue os marxistas vendedores de sonhos de ódio e vingança. Por isso o petismo, o poder central, investe covardemente na divisão, tentando colocar o resto do país contra São Paulo e os “paulistas”. Mas cada agressão a um “paulista” repercutirá em alguma família no interior do Piauí, de Pernambuco, de Roraima, do Acre, de todos os cantos.


Por tudo isso precisamos de um líder guerreiro que una o país num só idioma de salvação e nos guie nesta batalha que já está acontecendo. É a metade dos brasileiros, justamente os que trabalham e geram a riqueza do país que estão contra a ditadura. Precisamos urgentemente deixarmos de ser operários e ser soldados, deixarmos de ser cavalheiros e passar a ser cavaleiros, resistir e preparar-se para a carga.


terça-feira, 4 de novembro de 2014

Brasil agonizante: a revolta dos "feios" lavará os crimes petistas


Em qualquer país real, uma movimentação estranha da massa sem objetivos claros e decentes, contrária às leis e os bons costumes tendo o nome que tivesse seria reprimida à cassetetes em nome da ordem, respeitando a liberdade dos bons cidadãos e a Constituição. E quando um país inteiro cai nas mãos de uma quadrilha e espertamente como representante do poder permite, para melhor saquear, que os mais diversos agrupamentos de desordeiros, recalcados, marginais, psicopatas, inocentes úteis & inúteis rasguem a Constituição e imponham seu domínio sobre os cidadãos normais? E quando o caos estabelecido ataca claramente a família, mira as crianças na escola e começa sua destruição moral inviabilizando o futuro da Nação? E quando ataca os adultos e a própria natureza humana, subjugando a normalidade em nome de taras obscuras, impondo como lei que se respeite seu desrespeito, seu deboche, suas aberrações expostas a céu aberto?
 
Em qualquer país real, as bestas-feras -que existem em todo lugar- seriam mantidas à rédea curta, sociedade atenta para o menor rosnar, o menor sinal que possam emitir de confronto e imediatamente subjugadas. Aqui, no Brasil as porteiras se escancararam e o imenso corpo social rapidamente se transformou numa massa purulenta, vermes asquerosos se contorcendo à vontade, aos milhões, consumindo tudo que fora construído até agora em busca de um futuro respeitável.

Num mundo às avessas, aqui o Bem e o Direito são combatidos de imediato, não com argumentos e aplicação da lei e sim com deboche, imoralidade, agressividade livre sem punição, destruição de bens, ataques físicos aos cidadãos, imposição aos gritos da vontade daqueles que, presos até a pouco às coleiras das drogas, das anormalidades e aberrações sexuais, dos recalques raciais, da marginalização auto imposta por complexos de inferioridade devido à baixa inteligência ou simples indolência, finalmente se sentiram livres, na Era Petista... Para invadir o asfalto social qual zumbis caçando os ofensivos corpos e mentes normais para cobri-los com suas pústulas, em busca da pretensa igualdade de forma inconsequente, contra a própria razão, que destruirá a todos. O petismo nada mais é que a Revolta dos "Feios", permitida e estimulada pelo governo de marginais corruptos que aproveita a cobertura dada pelo alarido da plebe desvairada para explodir os cofres da Nação. Para instalar uma ditadura comunista onde sob o pretexto ideológico, será mascarado o total saque dos cofres públicos e o sucateamento da infraestrutura do país.
 
E sob esse ulular inumano, a corrupção saiu do controle até dos chefes da quadrilha que se digladiam de forma inconsequente, rumo à falência democrática do país, ao vexame e ao descrédito internacional que selará o conceito do antigo país -Brasil- como um porto de piratas a ser evitado. Hospitais aos poucos desabam sem manutenção, estradas praticamente somem entre buracos, escolas abandonadas, safras se perdem sem escoamento, estatais antes lucrativas estão em déficit sob o comando de petistas semianalfabetos infiltrados em todos -literalmente todos- os postos de chefia, da presidência da república ao chefe do almoxarifado, enquanto a milionária propaganda para tolos se despeja das bocas escancaradas das rádios, TVs, dos idolatrados artistas drogados, dos formadores de opinião, maquiando a realidade.
 
Maquiagem. O Brasil de hoje é uma prostituta maquiada de madame. O disfarce cai na primeira chuva mais forte. Um país inconsequente onde a violência é a lei e a degola dos bons cidadãos -desarmados ilegalmente- é permitida em nome do politicamente correto, do equilíbrio entre as classes em busca da igualdade em indolência sustentada por vales governamentais Cuba style. Maquiaram-se cidades para a Copa; maquia-se um estado de guerra civil.
 
Nosso problema é humano, não demos certo, não somos povo. O brasileiro é a mistura de portugueses de cruel sangue mouro, degredados, aventureiros, com o mais tribal e violento dos continentes, África, mais a indolência do indígena sul-americano. Em África, o rio Okavango e sua anual enchente no deserto do Kalahari traz a fartura e o verde depois de prolongada seca. Enquanto não vem a água redentora, as lagoas vão se transformando em poças onde os peixes se concentram e se debatem à superfície. As águias africanas chegam prontas para se alimentarem com facilidade, mas perdem tempo roubando o peixe capturado uma das outras pois está em seu comportamento, é genético, não se reprime mesmo diante da oportunidade para todas. Enquanto isso outro pássaro, o Marabú, vai tranquilamente caminhando e comendo até se fartar... Temos aqui neste pobre país agonizante, águias sem recuperação e espertos Marabús que aproveitam as brigas estúpidas e a algazarra inconsequente para se fartarem. Não há outra solução para nós, os outros animais que sofrem com a prolongada seca de democracia -pois não temos as asas do poder para chegar primeiro às poças da sobrevivência- senão o uso da violência  e o atropelar da balbúrdia instalada, conscientes que não há recuperação para aquilo que é inerente a um ser, faz parte dele. Ou cairemos no conto de fadas do desarmamento, do politicamente correto, da luta entre classes, da igualdade entre povos e pessoas. E quando as águas salvadoras do Okavango chegarem, poderá ser tarde demais.